Médico em Casa

Aqui você encontra entrevistas médicas sobre saúde e bem-estar

Aqui você encontra entrevistas médicas sobre saúde e bem-estar

Aqui você encontra entrevistas médicas sobre saúde e bem-estar

DICAS

Escorpião

Os dados do Ministério da Saúde apontam para um aumento no aparecimento de escorpiões mesmo nas grandes cidades. A recomendação é para fechar os ralos de pias e banheiros com telas para inibir a entrada deles nas residências.

Se houver uma picada de escorpião em uma pessoa, o lugar ficará inchado e vermelho,  pode-se colocar gelo no local para evitar uma maior penetração do veneno e aliviar a dor, porém ela deve ser levada imediatamente para um pronto socorro para ficar em observação médica por duas horas e,  se apresentar mal estar envolvendo principalmente enjoo, vômitos, dor de cabeça, sonolência e pressão baixa, receberá o soro antiescorpiônico e o fisiológico.

Fique atento e mantenha sua casa e quintal sempre limpos.

Aedes Aegypti

Com as constantes chuvas e o calor, comece a tirar  em casa e no trabalho recipientes que acumularam água.
A água parada permite a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, que transmite a dengue, zika e chikungunya.

Somente com a conscientização e atitudes responsáveis podemos controlar o aumento da quantidade de mosquito e, com isso, evitar doenças graves.

Acabe com possíveis criadouros e incentive todos que conhece a fazerem o mesmo.

Menos açúcar

O Brasil quer reduzir 144 mil toneladas de açúcar de bolos, misturas para bolos, produtos lácteos, achocolatados, bebidas açucaradas e biscoitos recheados. O acordo foi assinado em 26/11 e segue o mesmo parâmetro do feito para a redução do sódio, que foi capaz de retirar mais de 17 mil toneladas de sódio dos alimentos processados em quatro anos.

Os brasileiros consomem 50% a mais de açúcar do que o recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Isso significa que, por dia, cada brasileiro, consome em média 18 colheres de chá do produto, quando o recomendado seria até 12. Desse total, 64% corresponde à açúcares adicionados, aquela colherzinha a mais que você coloca nos alimentos, o restante está presente nos alimentos industrializados.

O alto consumo de açúcar já impacta no aumento de doenças crônicas não-transmissíveis. Na última década, o diabetes cresceu 54% nos homens e 28,5% nas mulheres. Outra doença que tem crescido entre os brasileiros, e que está relacionada com o alto consumo de açúcar, é a obesidade. A condição clínica subiu mais de 60%.

Plástico

Recentemente, uma campanha nas redes sociais alertou sobre o uso dos canudos para bebidas e das hastes flexíveis para limpar os ouvidos.

Podemos consumir bebidas sem os canudos e os médicos otorrinos são contra o uso das hastes flexíveis por tirarem a proteção do ouvido, provocando coceiras e inflamações. Eles recomendam colocar um pedacinho de papel macio na ponta do dedo e limpar somente até onde o dedo alcançar.

O  plástico é usado em excesso e precisa ser evitado.

bisfenol está presente na composição do plástico e em contato com os alimentos no congelamento ou aquecimento de alimentos,  vai para o organismo humano provocando doenças como a desregulação da tireoide, obesidade e câncer.

Use recipientes de vidro que não causam danos a saúde e são 100% recicláveis.

Fuja de alimentos e bebidas embalados em plástico,  a sua saúde e o meio ambiente agradecem.

Receba novidades no seu email

Cuide da sua saúde

Estamos sempre antenados do que existe de novidades e bem-estar para trazer qualidade de vida e saúde para você e sua família.

Cuide da sua saúde

Estamos sempre antenados do que existe de novidades e bem-estar para trazer qualidade de vida e saúde para você e sua família.

Fechar Menu