Médico em Casa

Aqui você encontra entrevistas médicas sobre saúde e bem-estar

COVID-19 no Brasil

 

5.494.376 pacientes diagnosticados;

4.954.159 pacientes recuperados;

381.248 pacientes em acompanhamento;

158.969 número total de óbitos.

 

(Ministério da Saúde – 29/10/2020).

Você vai tomar a Vacina?

Se sim, você prefere a:

 

 

* Vamos divulgar o resultado dessa pesquisa no início de dezembro.

 

Aqui você encontra entrevistas médicas sobre saúde e bem-estar

COVID-19 no Brasil

5.494.376 pacientes diagnosticados;

4.954.159 pacientes recuperados;

381.248 pacientes em acompanhamento;

158.969 número total de óbitos.

(Ministério da Saúde – 29/10/2020).

Você vai tomar a Vacina?

Se sim, você prefere a:

 

* Vamos divulgar o resultado dessa pesquisa no início de dezembro.

 

COVID-19 e Vitamina D

O periódico Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism acaba de divulgar (27)  uma pesquisa científica feita na Universidade de Cantábria e no Hospital Marqués de Valdecilla, em Santander/Espanha, que aponta a importância da vitamina D no organismo humano.

Foram acompanhados 216 pacientes internados com a COVID-19 e desses 82,2% estavam com deficiência de vitamina D.

O estudo mostrou que o tempo de internação para os que estavam com pouca vitamina D foi em média 12 dias, enquanto os demais ficaram 08 dias. Além disso, o primeiro grupo apresentou quadros mais graves da COVID-19.

A vitamina D fortalece a imunidade e está associada a prevenção de várias doenças no corpo humano, como o Alzheimer.

 

Dependência Digital

Cuidem de seus filhos no período de quarentena para não se tornarem dependentes virtuais, isso pode ocasionar problemas de saúde mental, (como irritabilidade, ansiedade e depressão); transtornos do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH); transtornos do sono; transtornos de alimentação; sedentarismo; miopia e síndrome visual do computador; transtornos posturais e músculo-esqueléticos. O alerta é da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), que lançou uma publicação sobre a dependência digital.

Segundo a coordenadora do Grupo de Trabalho sobre Saúde na Era Digital, Dra. Evelyn Eisenstein, “Diante dos atuais acontecimentos globais e a pandemia, estamos ainda mais receosos com essa problemática. Os pais estão sobrecarregados e assim, inadvertidamente, acabam por admitir práticas exageradas, que certamente trarão prejuízos para o desenvolvimento físico e psicológico dos seus filhos. Aparentemente inofensivos, os games são uma fonte recorrente de excessos”.

A Organização Mundial da Saúde (OMS), na mais recente Classificação Internacional de Doenças (CID-11) reconhece o vício em videogames ou jogos online como doença: gaming disorder.

A SBP orienta os pais a adotarem os seguintes períodos de uso das tecnologias:

  • Crianças menores de dois anos não devem ficar expostas às telas. A exceção é para o contato com avós e familiares;
  • Crianças entre dois e cinco anos o tempo máximo de exposição é de uma hora por dia.
  • Crianças com idades entre 06 e 10 anos é de uma ou duas horas por dia;
  • Para as demais idades entre duas e três horas por dia.

O documento ainda alerta os pais de crianças e adolescentes em regime de Educação à Distância (EAD) de que eles podem desenvolver problemas graves em virtude das 4 ou 5 horas expostos  diante das tecnologias.

Vale lembrar que os responsáveis devem sempre ajudar a proporcionar:

  • Atividades físicas que liberam endorfina e previne a ansiedade, depressão e estresse;
  • Atividades recreativas:
  • Incentivá-los a participar na preparação de alimentos e serviços domésticos.

 Participar de atividades em família, dando atenção e afeto, são fundamentais para o momento.

 

Telemedicina

O Conselho Federal de Medicina (CFM) reconhece o uso da telemedicina no país. A decisão, publicada na página do CFM e pelo Ministério da Saúde, no diário oficial, vale em caráter excepcional como parte do combate à epidemia da COVID-19.

Durante a teleconsulta o médico deve registrar a hora, data e a tecnologia utilizada. A receita e atestados médicos enviados eletronicamente ao paciente devem conter o número do Conselho Regional de Medicina (CRM) e a unidade da federação a qual o médico pertence.

 

Boa Saúde

Em algumas entrevistas aqui no portal, os médicos foram unânimes ao falar sobre como ter boa saúde. São três dicas simples que devemos pôr em prática no dia a dia:

  • Sono – as crianças precisam dormir 10 horas por noite e adultos 08 horas;
  • Alimentação – todos devem comer alimentos saudáveis e beber água para hidratar-se;
  • Exercício – as crianças com mais de 04 anos precisam fazer atividades físicas por 60 minutos todos os dias, os adultos, no mínimo, 150 minutos semana.

Receba novidades no seu email

Envelhecimento-e-desgaste dos-ossos

Osteoporose

Entrevista com o médico Reumatologista
Dr. Charles H. M. Castro

Fique-longe-do-celular-antes-de-dormir

Estresse

Entrevista com médico Neurologista
Dr. Denis B. Bichuetti

Cuide da sua saúde

Estamos sempre antenados do que existe de novidades e bem-estar para trazer qualidade de vida e saúde para você e sua família.

Cuide da sua saúde

Estamos sempre antenados do que existe de novidades e bem-estar para trazer qualidade de vida e saúde para você e sua família.

Fechar Menu