Médico em Casa

Cuidados Médicos

Comer bem & Praticar exercícios

Rejuvenescimento facial

Entrevista com o Cirurgião Plástico

Dr Fernando Almeida Prado

CRM:70.729

 

As possibilidades de tratamento para o rejuvenescimento facial são bastante amplas, tudo depende do objetivo do paciente. Então vamos começar pelos tratamentos mais simples e depois passaremos para os procedimentos cirúrgicos. 

O que pode ser feito para suavizar rugas de expressão? 

Com relação aos procedimentos é impossível não falar da toxina botulínica. Se pega, por exemplo, a testa,  ela age sobre o nervo, relaxa a musculatura e vai fazer menos rugas frontais. Também tem bom resultado nas rugas dos olhos, na região da glabela, que é aquela ruga da preocupação e no pescoço também. Há uma série de atividades para a toxina botulínica e ela tem caráter preventivo porque uma pessoa que mexe muito o rosto e vai formar, por caráter  hereditário, aquela ruga de preocupação, vai conseguir com que essa ruga se forme mais tarde ou que não se forme.

 

Para o preenchimento, quais são as técnicas disponíveis?

Com relação ao preenchimento há duas boas indicações que são o ácido hialurônico e a gordura. Hoje em dia há uma gama enorme de ácido hialurônico no mercado, mais finos ou espessos para o preenchimento das rugas, por exemplo. Pode-se usar para preencher a ruga perto do olho, para  o sulco nasogeniano, que é o bigode chinês, e também no zigoma, que é a maçã do rosto. Lógico que não é possível pegar um rosto totalmente caído e levantá-lo, mas em situações sutis se consegue uma melhora grande.

A gordura também pode ser utilizada e é um capítulo interessante atualmente. Há trabalhos mostrando que a gordura não tem somente a função de preencher, mas também de melhora da qualidade da pele do rosto, podemos até falar em regeneração residual e com certeza dá para falar em fatores de crescimento e melhora da qualidade da pele para o rosto.

 

De onde se retira a gordura?

Pode-se retirar da barriga, pneus, parte posterior do braço e face interna do joelho. Onde houver gordura é possível usá-la e ela vem da própria pessoa. 

 

A gordura é retirada com uma agulha?

Com uma seringa e uma cânula e pode ser retirada com anestesia local. Caso o procedimento seja maior, a gordura é retirada com outro tipo de anestesia, mas é muito rápido e simples. Manipula-se o mínimo possível e alguns profissionais centrifugam, alguns trabalhos mostram manipulações diferentes, mas o interessante é que se pode retirar e em seguida a gordura pode ser injetada em outro local do corpo.  

 

Qual a durabilidade do ácido botulínico e desses preenchimentos com gordura?

Isso também acaba variando de pessoa para pessoa. O botox é de seis a oito meses, mas pode ser que com o passar das aplicações o tempo seja encurtado. 

Para o preenchedor, há alguns que duram seis meses e outros, um ano. Tem preenchedores que agem melhorando o colágeno, com o passar do tempo, ele vai melhorando o colágeno da região e consequentemente a pele. A indústria farmacêutica investiu muito nisso e pode-se dizer que tem bastante produtos interessantes.

 

Quais são os riscos e como é feita a bichectomia, procedimento que consiste na diminuição das bochechas por meio da retirada das glândulas? 

A Bola de Bichat é um tecido gorduroso que nós temos no rosto e é um dos últimos depósitos gordurosos que a pessoa vai perder, é uma gordura que fica mesmo a paciente emagrecendo muito. Então, ao se retirar a Bola de Bichat, acaba-se tendo uma depressão nessa região da face. É interessante e deve ser feito quando tem indicação, em rostos mais largos do meio da face. 

Com relação a complicações, toda cirurgia da face que aporta essa região passa próxima aos nervos da face, então há o risco de uma lesão nervosa, total ou parcial, mas tudo isso a paciente estando com um bom e bem orientado profissional, consegue fazer o procedimento com bastante segurança.

 

Agora ao redor dos olhos: pálpebras caídas e bolsas na parte inferior dos olhos. Como são feitas essas cirurgias?

Quando se fala em  cirurgia nas pálpebras, deve-se imaginar que vai tratar a pálpebra superior e também pode cuidar da inferior. Na superior se resseca a pele e uma quantidade razoável de pele, obviamente dependendo do caso, e na inferior trata-se as bolsas de gordura e posiciona-se a pele, ressecando uma pequena quantidade. 

A cirurgia de pálpebra tem a propriedade de descansar o rosto. Aquela reclamação que as pacientes têm e dizem: “Eu dormi bastante e estou descansada”, mas as outras pessoas olham e dizem “Você está cansada, o que aconteceu?” e ela não está cansada. Quando se opera as pálpebras, tira o peso do olhar, fica com um olhar mais descansado, mais ativo.

É uma cirurgia que interfere bastante na comunicação do olhar, não só as mulheres como os homens têm procurado. Até para manter um aspecto mais ativo para o mercado de trabalho.

 

É uma cirurgia simples?

Em medicina eu não gosto de dizer que nada é simples para não banalizar. Tem algumas coisas que acontecem no dia a dia que não são bacanas, o paciente deve sempre entrar no site da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica para encontrar e exaurir o profissional com suas dúvidas para ter segurança de que está com um profissional adequado.

O que se pode dizer é que a cirurgia não é demorada, pode ser feita com anestesia geral ou local, a região fica bastante roxa e incha bastante, mas pouco tempo depois desincha e em uma semana, a pessoa pode retornar com óculos escuros ao mercado de  trabalho.

 

Lábios pequenos, quais as possibilidade para torná-los maiores?

Tem várias possibilidades, uma delas é a injeção de gordura, a outra o ácido hialurônico. No meio de uma cirurgia do rosto, pode-se retirar um pouco de tecido interno e colocar no lábio superior, que é bastante interessante. Há várias formas de aumentar o lábio de uma pessoa porque com o envelhecimento o lábio superior vai descendo e ficando menor. Esse aumento rejuvenesce, obviamente, não exagerando. A nossa recomendação é de produtos absorvíveis, jamais inabsorvíveis, pois podem deixar os lábios duros, além de uma reação orgânica. 

 

E a papada, o que pode ser feito?

Quando a papada é pequena, até uma lipoaspiração pode resolver, mas quando é grande e envolve toda a queda dos tecidos do rosto, tem que se usar o corte do lifting próximo a orelha para puxar a região, além disso se faz um corte na altura do queixo no qual se trata a musculatura. 

 

Para a paciente que pretende envelhecer demonstrando menos idade o ideal é ir fazendo os procedimentos aos poucos?

Não dá para generalizar, cada pessoa tem características hereditárias que a levam a envelhecer mais precocemente ou mais tardiamente. Pode-se começar com uma toxina botulínica, um preenchedor para algumas partes do rosto e depois ir para a cirurgia. Tudo isso é gradativo, o que é bom é não deixar para operar muito tarde, porque quando não se está muito caído se consegue um resultado melhor. 

Realmente há muitos anos as técnicas ainda não haviam evoluído e o lifting era muito de puxar a pele para o lado e hoje em dia, o lifiting é muito mais vertical. Observou-se que a queda dos tecidos acompanha a gravidade, então, deve-se elevar.

No passado era comum as pessoas que faziam cirurgia plástica facial, terem os olhos amendoados e ia passando o tempo perdiam a costeleta,  tudo isso as caracterizavam  como operadas. Só que há muito tempo poucas pessoas faziam cirurgia plástica, então, era um sinal de status e mesmo operada não da melhor maneira, elas haviam feito plástica, pois tinham um poder aquisitivo razoável.

Hoje em dia muitas pessoas fazem plástica e não querem aparentar, então, alguns detalhes são importantes como o posicionamento da costeleta e o lóbulo da orelha solto, tudo isso é importante em um cirurgia da face.

Veja também

Deixe uma resposta

Fechar Menu