Médico em Casa

Meditação

Entrevista com o
Discípulo budista Aristides dos Santos

Silmara Biazoto

Como uma pessoa pode aliviar o estresse através da meditação?

Os mestres budistas declaram que nós temos uma farmácia completa no organismo. Quando a pessoa procura alegria, otimismo e entusiasmo, aciona no seu corpo os recursos que necessita para a autopreservação e regeneração. No budismo, a meditação é uma ferramenta para alcançar esse resultado.

Há experimentos que comprovam que meditadores experientes têm uma saúde de ferro, uma memória de elefante, um raciocínio muito rápido e os sentidos mais aflorados. Então, o que acontece é que com o tempo, o ser humano vai atrofiando os sentidos e o organismo, depois começa a ficar dependente de medicação.

No budismo se fala da mente e do corpo como uma unidade, um afetando o outro. O estado emocional negativo, vai prejudicar:

  • O fígado;
  • O estômago;
  • O coração;
  • O sistema nervoso, que vai alterar a fisiologia completamente.

A pessoa tende a viver menos e o pouco que vive é com:

  • Dores;
  • Doente;
  • Mal humorada;
  • A sua relação com o corpo e com a vida fica bastante prejudicada.

A meditação vai acionar as mesmas glândulas que o sistema emocional da pessoa iria acionar de um jeito ou de outro, esteja ela com euforia ou desespero. Só que a meditação dá um banho de endorfina, serotonina e outras substâncias no organismo, ou seja, o próprio corpo cuida de si mesmo.

 

Como a pessoa alcança este estágio de controle do organismo?

Com continuidade. Por exemplo, uma pessoa vai à academia para perder peso ou ganhar músculos, vai um dia e fica realizada? Não, ela vai precisar da continuidade. Então, ela vai aprender a meditar e a lidar consigo mesma, precisa ter disciplina para continuar e não desistir. É essa continuidade que vai dar resultado.

 

Depois de quanto tempo normalmente as pessoas começam a ter os benefícios da meditação?

Vai variar de uma pessoa para outra, como os médicos falam: cada caso é um caso. É realmente isso que acontece: algumas pessoas terão benefícios em curtíssimo prazo, outras em curto prazo, médio prazo ou longuíssimo prazo.

O que vai definir são duas coisas: a natureza do organismo da pessoa e a natureza da mente.

Uma pessoa determinada, constante e dedicada também antecipa o resultado.  De qualquer forma, ninguém fica sem se beneficiar, se for realmente dedicado.

 

A meditação pode aliviar a dor?

Em muitos casos e no meu caso, inclusive. Eu conheci o budismo a partir de dores generalizadas. Os médicos suspeitaram de fibromialgia. Então, eu fiz muitos exames, experimentei vários medicamentos e consultei vários especialistas.

Fiz muitos exames e foi dito que era doença crônica e que eu deveria aprender a viver, me acostumar com ela porque seria a minha acompanhante o resto da vida. Eu entrei em desespero e em depressão quando o médico disse isso, eu já estava sem saída e me sentia impotente.

De fato, muitas pessoas que sentem dores precisam  dominar as emoções. Elas podem aprender a lidar consigo mesmas, com as perdas, com uma rotina de vida um pouco mais organizada.

Outro fator é a alimentação, tem gente que come pouco, come muito, come fora de hora ou não come. Como é que o corpo vai resistir a isso?

Tem gente que dorme pouco, dorme muito ou não dorme. Como é que o corpo resiste a isso? Tem medicamento que resolve isso?

 

Para encerrar, o Sr pode ensinar para um iniciante como praticar a meditação?

A boa notícia é que uma pessoa que esteja desesperada, pessimista, desiludida da vida ou bastante inquieta precisa saber que uma simples pintura ou desenho, traz resultados que eu não diria iguais, mas semelhantes às primeiras fases da meditação.

Até uma simples faxina ou lavar louças, faz a pessoa esquecer de si mesma. Quantas pessoas falam: “eu estava com uma dor de cabeça e comecei a fazer pintura, ou comecei a fazer a faxina em casa, ou então, comecei a fazer comida e esqueci que estava com dor”.

Na verdade, em certas circunstâncias a pessoa esquece até de si mesma, e quando lembra ela está leve, livre e tranquila.

Eu recomendaria à pessoa que não tem um templo budista nas proximidades de casa, não conhece um monge, enfim, a meditação no sentido budista é inacessível para ela, se dedicar a alguma coisa assim, porque ela vai estar praticando de alguma forma a meditação também.

Para aqueles que querem praticar uma meditação no estilo budista, eu posso demonstrar algumas técnicas básicas e depois a pessoa pode procurar um curso e deve se aprofundar. Para começar a meditar podemos ensinar alguma coisinha.

____________________________________________________________________________________________

 A iniciação à meditação budista está no vídeo com o alongamento em pé e posição de Lótus.

____________________________________________________________________________________________

Anunciar é a melhor forma da sua marca ser lembrada.  Entre em contato conosco, clique aqui.

Deixe uma resposta

Fechar Menu