Médico em Casa

Cuidados Médicos

Comer bem & Praticar exercícios

Como evitar a acne

Entrevista com a dermatologista
Dra Natacha Purchio Monteiro
CRM:134.046

Como cuidar da pele no dia a dia para evitar o aparecimento da acne?

A prevenção é feita mais com a limpeza e hidratação diárias. Usar um sabonete específico para o tipo da pele, um esfoliante uma ou duas vezes na semana, um hidratante e o filtro solar.

A acne é uma doença da unidade pilossebácea. Quando você tem várias causas sendo a principal, alterações hormonais por excesso de hormônio masculino, você começa a ter aumento da secreção sebácea e da queratinização das células. Isso vai fazer com que o canal folicular, que é de onde sai o pelo, comece a ficar obstruído e essa obstrução cria um tampão, gerando os primeiros indícios da acne, que são os cravos, também chamados de comedões.

Existe o cravo preto, que é o aberto, e os fechados, que são bolinhas amarelinhas e durinhas na pele. Se não há a extração desses cravos – e por isso que a limpeza de pele é fundamental nessas situações, as bactérias que têm na pele causam a inflamação desse tampão e geram as espinhas vermelhas, chamadas de pápulas, as espinhas amarelas, chamadas de pústulas ou cistos e os nódulos.

O uso de anticoncepcionais provoca ou aumenta o aparecimento da acne?

Alguns anticoncepcionais podem aumentar sim ou provocar o aparecimento da acne, principalmente os que são à base de progestina, que são derivados da progesterona, pois também contribuem para o aumento do hormônio masculino, que são os andrógenos no corpo.

Alimentação gordurosa e de baixa qualidade pioram as condições da pele?

Sim, hoje em dia inclusive tem se falado muito nisso. Existem estudos que comprovam que alimentos com alto índice glicêmico podem piorar com os carboidratos: como pão (farinha branca), além do açúcar, leite e derivados, que também podem gerar ou agravar a acne. Em contrapartida, alimentos com baixo índice glicêmico como frutas, hortaliças e legumes podem melhorar, porque são ricos em vitaminas e fibras, colaborando para o bom funcionamento da pele e ajudando na eliminação das toxinas que podem levar a acne. Além disso, para um bom funcionamento do intestino, tem que haver uma ingesta hídrica adequada. Isso é fundamental no dia a dia.

Neste caso, o chocolate é um grande vilão?

O cacau do chocolate não, mas o leite e o açúcar que estão presentes no chocolate podem ser sim.

Estresse e suor pioram as condições da pele?

Sim e existem vários agravantes, não só o estresse e o suor. Por exemplo, não remover a maquiagem, ficar colocando a mão no rosto e deixar o cabelo no rosto. Além disso, alguns medicamentos podem levar ao aparecimento da acne, algumas profissões que trabalham com produtos químicos, óleos também e algumas maquiagens que não são específicas para o seu tipo de pele, ou seja, há vários agravantes.

Marcas na pele ou cicatrizes melhoram com o tempo?

Algumas sim, a maioria não. Aquelas marquinhas vermelhinhas podem melhorar, mas cicatrizes não. Por isso que é fundamental instituir um tratamento o quanto antes porque não há só o aspecto das marcas físicas, mas também as emocionais. Hoje em dia, os adolescentes sofrem muito com isso e os pais acham que é normal da idade e não precisa tratar, mas isso influencia bastante. Quanto antes instituir o tratamento, melhor, e aí se começar o tratamento e acontecer de ficarem marcas, existem outros tratamentos que podem ser feitos. Tem desde tratamentos tópicos, que são cremes, até medicamentos orais, laser e peeling. Cada caso tem que ser discutido com o dermatologista para ver a intervenção mais indicada.

Num grau mais leve, não precisa de medicamentos orais, mas num grau mais severo pode ser administrado desde um antibiótico até a isotretinoína oral.

Os medicamentos são instituídos quando uma acne mais leve não responde a tratamentos tópicos com cremes ou quando chega a um grau de acne mais grave, mais severa e aí pode-se entrar com antibióticos orais ou até mesmo com a isotretinoína oral.

E isso resolve?

A acne não tem cura, mas tem controle na maioria dos casos. O único tratamento que admite se falar em cura é isotretinoína oral, mas também não é 100%, pois algumas vezes tem recidiva. Nesse tratamento, o medicamento não pode ser tomado muitas vezes porque apresenta vários efeitos colaterais. Você toma e quando a acne volta, não é na mesma intensidade. Para esses casos, há tratamentos mais brandos.

Veja também

Deixe uma resposta

Fechar Menu